Encontros do Instituto Europeu

com José da Silva Lopes
7 de Novembro de 2012, 18h
Livraria Almedina, Atrium Saldanha

O EURO

Encontros do Instituto Europeu

7 de Novembro de 2012 | 18H

Livraria Almedina do Atrium Saldanha

 

 

Organização:
Eduardo Paz Ferreira
Nuno Cunha Rodrigues

 

O Instituto Europeu tem a honra de receber o Professor José da Silva Lopes, no dia 7 de Novembro, para mais uma sessão dos encontros do Instituto Europeu/Almedina, a ter lugar na Livraria Almedina, no Saldanha, pelas 18 horas.

Três anos e vinte cimeiras europeias não serviram para encontrar uma solução sólida e permanente para a zona euro e para a crise dos países do Sul que não para de se agravar.

Em Portugal, foi apresentada uma proposta de Orçamento para 2013 por muitos considerada economicamente irrealista e socialmente insustentável. Às críticas o Governo responde com a ausência de alternativas ou sequer de margem de manobra, determinada pela integração europeia e assistência financeira.

O debate é cada vez mais importante.

Silva Lopes é uma personalidade que nunca se nega a dar o testemunho e que dispõe de maior credibilidade pela qualidade das suas intervenções e, sobretudo, pela sua impressionante carreira de serviço cívico.

A sua acção esclarecida e em momentos de importância vital no Ministério das Finanças, no Banco de Portugal, no Conselho Económico e Social, na Reforma Fiscal ou na modernização do sistema financeiro são apenas alguns dos serviços que tem prestado ao nosso país.

Todos os que assistiram a uma conferência sua têm a clara percepção de quão enriquecidos e bem mais informados saem da sessão.

Por isso, temos o grato prazer de convidar V.Ex.ª para esta sessão de excelência, pedindo-lhe que a divulgue ao máximo.

 

José da Silva Lopes, economista, licenciado em Finanças pelo ISEG.

Iniciou carreira em 55 no Ministério da Economia, ocupando-se do processo de adesão de Portugal à EFTA e do Acordo sobre Pautas Aduaneiras e Comércio.

Na banca foi técnico consultor do Banco Lisboa & Açores, de 1965 a 1969, integrando de seguida o Conselho de Administração da CGD. De 2004 a 2008 presidiu ao Conselho de Administração do Montepio Geral.

Até 1974 dirigiu o Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério das Finanças e posteriormente foi chefe-adjunto das negociações do Acordo de Comércio Livre com a CEE e governador do Banco de Portugal de 1975 a  1980.

Fez parte dos primeiros quatro governos provisórios pós-25 de Abril e em 1978 foi Ministro das Finanças e do Plano no III Governo Constitucional. A partir de 1980 exerceu funções como consultor do FMI e do Banco Mundial e representou Portugal no Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento de 1991 a 93.

Deputado à Assembleia da República pelo Partido Renovador Democrático, entre 1985 e 1987, presidiu a partir do ano seguinte às Comissões para a reforma dos Sistemas Fiscal e Financeiro (88/95) e de 1996 a 2003 foi presidente do Conselho Económico e Social,

É atualmente vogal do Conselho de Administração da EDP Renováveis, desde 2008, e Deputado, eleito pelo PS, na Assembleia Municipal de Ourém, desde 2009. Tem proferido conferências em Portugal e no estrangeiro, publicou várias dezenas de artigos e é autor do livro A Economia Portuguesa desde 1960 (1999, Gradiva). O Presidente da República Jorge Sampaio atribuiu-lhe a Grã-Cruz da Ordem de Cristo (2003).

 

Eduardo Paz Ferreira

Nuno Cunha Rodrigues

 

Cartaz

Folheto

 

Informações: Instituto Europeu da Faculdade de Direito de Lisboa
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Tel.: 217933250
Próximos Encontros: 11 de Dezembro
Voltar